Título: A Elite
Autor: Kiera Cass
Número de páginas: 360
Editora: Seguinte
Nota do Como Devorar Livros: 5/5 

Leia a resenha do primeiro livro, A Seleção

A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos. America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz. 

Li A Elite em menos de uma final de semana e agora estou louca pelo próximo livro da trilogia. Apesar de ter amado, o livro também me trouxe muitos momentos de frustração e curiosidade. Por favor, Maxon, seja um personagem menos perfeito. America, decida-se logo. 

Considero o segundo livro como uma ponte entre o primeiro e o final da história. Esclarece poucas coisas quanto aos rebeldes que tentam invadir o palácio e foca muito pouco na história de Illéia, que me deixou muito curiosa. Apesar de mostrar um pouco mais sobre Illéia do que no primeiro livro, não foi o suficiente para mim. Como disse em minha primeira resenha, adoro a ideia que Kiera Cass teve para retratar um país diferente. Estados Unidos sendo invadido pela República da China. É tão inimaginável que amei. 

Mas então, no que a história foca? Romance para lá, romance para cá, com direito a muito choro, bem ao nível de novela mexicana. Ok, talvez eu esteja exagerando um pouco. No entanto, o livro se resumiu no triângulo amoroso: Aspen, America e Maxon. Mais precisamente, na chata e indecisa America Singer. Sua narrativa conseguiu me tirar do sério muitas vezes. Acredito que qualquer um que leu tenha ficado louco com todas as besteiras que a personagem fez, porém, foram estas besteiras que nos fizeram devorar o livro. 

Apesar de toda a raiva que foi se acumulando conforme virava a página, A Elite merece nota máxima. Consegue prender o leitor e sempre o deixa naquela expectativa, esperando por aquele momento de seu casal favorito, por aquela explicação e para que tudo se resolva de uma vez. 

Em minha resenha de A Seleção, eu disse que mais de um livro era desnecessário. Minha opinião não permanece mais a mesma. Sinto que a história se complicará mais ainda no terceiro e último livro, só espero que America faça a decisão certa. Vindo de Kiera Cass, sei que posso esperar por muitos momentos de frustração e curiosidade. 

Só para deixar claro, sou Team Maxon.

"Assim que ele saiu, fechei os olhos e recapitulei tudo o que acontecera naquele pequeno espaço de tempo: o modo como ele olhava para mim, os sorrisos contentes, os beijos doces. Repassava tudo, uma e outra vez, enquanto me preparava para dormir. E me perguntava se Maxon estaria fazendo o mesmo."

Deixe um comentário