O título Uma história de amor e TOC me trás muitas coisas a cabeça, me faz pensar que pode ser um livro que se enquadre em muitos gêneros distintos. Podem ser relatos de uma história real, uma análise ou qualquer outra coisa muito diferente. Mas este livro, que é ficção, não é nada mais do que o próprio título alerta ao seu leitor: trata-se de uma história de amor e (muito) TOC. Estejam preparados para sofrer tanto quanto os personagens! O livro de estreia de Corey Ann Haydu (que nome!) me intrigou desde que vi que seria lançado em terras tupiniquins. Qual é, só esse "não vou stalkear esse cara" repetidas vezes na capa é o suficiente para deixar muitos curiosos, não?!

O livro conta a história de Bea, uma adolescente que foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. Ela belisca a coxa com uma frequência fora do normal, não chega perto de objetos pontiagudos que podem vir a causar acidentes, dirige com medo de atropelar cachorros ou crianças e tem uma mania estranha de perseguir caras. Mas não, Bea não é uma stalker! - segundo ela. Quando sua terapeuta recomenda que faça terapia em grupo, ela conhece Beck. Um garoto que malha mais do que é saudável e que faz tudo oito vezes. Em meio as suas imperfeições, os dois sabem que são a única esperança um do outro. 

Tornou-se fácil encontrar nas livrarias, livros que abordem temas como doenças e complicadas histórias de amor em um único enredo. Há quem diga que isso tem se tornado desgastante, mas a graça do livro de Corey Ann Haydu foi trazer ao leitor uma doença que é tão comum, tão imperceptível ou perceptível dependendo do caso, que torna este livro um tanto quanto inovador no cenário literário juvenil. Não entendo nada além do básico do que é TOC, mas acho que a autora soube representá-lo tão bem, tornando possível que o leitor se envolvesse e reagisse a história de formas diferentes. A minha reação foi sentir agonia. Era como se tudo estivesse acontecendo bem a minha frente e eu não pudesse fazer nada para ajudá-los. De uma forma ou de outra, a história acaba mexendo com você. 

O livro tem altos e baixos, o que fez com que eu arrastasse um pouco a leitura. Um dos pontos baixos é que a autora soube tornar a história envolvente, mas não as relações entre os personagens. Embora não seja o foco do livro, o romance existente entre Bea e Beck poderia ser melhor aprofundado e ao meu ver, os sentimentos de Bea por Beck - além de terem pouco espaço no livro - me pareceram frios demais para alguém que está mudando por causa de outra pessoa. Quero dizer, o leitor saberá mais sobre o cara que Bea persegue do que do próprio Beck. Isso fez com que eu não tivesse muita fé no romance. 

Uma história de amor e TOC é um livro bom, de narrativa fluída, com personagens cheios de complicações e imperfeições - que você certamente irá se apegar. 

Obs.: quero agradecer a Galera Record pela cortesia do livro, que chegou todo bonitinho. <3

Titulo: Uma história de amor e TOC
Autor(a): Corey Ann Haydu
Número de páginas: 318
Editora: Galera Record
Nota do Como Devorar Livros: 3/5

3 Comentários

  1. Que livro fofo *-*
    Ah, eu leria com certeza! Amo essas histórias que os personagens têm problemas psicológicos ou algo do tipo,claro, contanto q seja bem fundamentado.
    O único livro q li q o protagonista tinha TOC foi Valsa Negra da Patrícia Melo e mesmo não sendo um dos meus favoritos, eu achei bem interessante o comportamento do persoagem.
    http://sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante! Nunca tinha ouvido falar desse livro, vou pesquisar depois! :P

      Excluir
  2. Olá,
    O blog Armazém do Chef traz para os seus leitores e seguidores, mais um sorteio. Dessa vez, o livro sorteado será Culinária Chinesa - deliciosas receitas de sopas, legumes, carnes, frutos do mar, macarrão e sobremesas. E pra participar é fácil, click no link, leia o regulamento, preenche o formulário e pronto.
    http://armazemdochef.blogspot.com.br/2015/04/sorteio-culinaria-chinesa.html

    ResponderExcluir