Finalmente! Quem acompanha o blog no Facebook, sabe o motivo do meu sumiço repentino durante a segunda metade do mês de Fevereiro. Mas isso não vem ao caso agora! Assim que cheguei de viagem, encontrei Amy & Matthew, enviado pela editora parceira e corri para ler, mas acabei tropeçando pelo caminho devido aos estudos. Chega de bláblá, não é? Terminei Amy & Matthew há dez minutos e estou com os dedos coçando para contar mais. 

Amy e Matthew são adolescentes solitários. Amy tem uma deficiência que limite seus motivos e sua fala, mas nem por isso deixa de ser uma garota extrovertida. Matthew tem "manias" estranhas, como lavar as mãos doze vezes ao dia. Quando Amy insiste a sua mãe que precisa de colegas auxiliares para ajudá-la em seu dia a dia, ela envia um e-mail a Matthew pedindo para que se inscrevesse. Mas peraí! Eles não se conheciam, nem mesmo se falavam. Sem compreender direito, Matthew acaba aceitando e assim surge uma das relações mais incríveis, regada por altos e baixos, da literatura. 

Para muitos, a história pode parecer uma junção entre A culpa é das estrelas com Eleanor & Park. Para ser sincera, não compartilho desta opinião. Amy & Matthew não foca no romance entre seus personagens, não chega a ser nada água com açúcar (passa longe disso!), embora trabalhe muito na amizade cheia de imperfeições do casal principal. A deficiência existente em ambos está presente, mesmo que este seja um fator que em muito influenciou o rumo da história, eu não diria que é o foco da mesma. 

O que me agradou foi o fato da autora fugir do fluxo que comumente vemos em livros e filmes (ou em qualquer outro lugar): desconhecidos > conhecidos > amigos > namorados. Os personagens se sentem tão perdidos e inseguros com relação a seus próprios sentimentos, tornando a história impossível de seguir tal fluxo. E não seguir o fluxo não quer dizer ficar parado no tempo. Apesar dos pesares, eles amadurecem conforme os acontecimentos vão tomando conta de suas vidas. 

O casal principal me fez refletir muito, talvez porque eles são tão fáceis de simpatizar que em muito se parecem com pessoas que vemos nos corredores diariamente. A relação entre Amy e Matthew não é perfeita, pelo contrário, é cheio de insatisfações, desejos aparentemente inalcançáveis, resultando em uma imperfeição/dificuldade notável. A autora soube trabalhar com essa relação imperfeita de uma forma que me encantou. É muito fácil encontrar um livro que aborde um romance lindo, personagens profundamente apaixonados, alguns obstáculos e bum!: final feliz. Sorrisos, beijos, etc. Amy e Matthew foca no oposto disso, exceto pela parte dos personagens profundamente apaixonados, pois não há como negar o amor tímido, porém escancarado entre seus personagens. 

A autora pareceu se preocupar tanto com Amy e Matthew que, ao meu ver, se esqueceu de trabalhar nos personagens secundários. Não vi isso como algo negativo porque já estava envolvida demais na trama, que ora beirava a tristeza, o drama, ora a tranquilidade, o confortável, mas sem nunca transmitir um sentimento de completa felicidade. Não é uma leitura sofrida como muitos pensam, mas uma leitura em que você irá encontrar pensamentos puros, delicados e diálogos que você precisará ler em voz alta para compreender melhor. 

Eu não sabia o que esperar de Amy & Matthew e muito talvez, por não ter noção do que esperar, me deparei com um livro com a capacidade de encantar a muitos através dos defeitos e dificuldades de seus personagens. Isso acontece porque deste livro transborda todos os tipos de sentimentos e reações, resultado de uma narrativa simples que em muito combinou com a história. Amy & Matthew é o tipo de livro cuja mensagem e os acontecimentos (aquele final!) irão permanecer em sua mente por muito mais tempo do que após ter a sua última página virada. 

 Título: Amy & Matthew
Autora: Cammie McGovern
Número de páginas: 336
Editora: Galera Record
Nota do Como Devorar Livros: 5/5

obs: este é o centésimo post do blog, vamos soltar fogos de artifício? 

4 Comentários

  1. Gosto muito da premissa desse livro e da capa. Bem, espero ler, pois as opiniões que vejo são bem positivas e estou muito curiosa. Gostei muita da resenha e de conhecer um pouco mais do livro, que tem tudo para me agradar.

    Beijos!
    livrosdawis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você leia e goste tanto quanto eu gostei! :)

      Excluir
  2. Gostei da resenha. E sim, pelo o que você descreveu me lembrou muito "A Culpa é das Estrelas" e "Eleanor & Park". Não pela história, mas porque parece ser aquele tipo de leitura que sempre faz você refletir sobre a sua vida... Gosto de livros assim.
    bjos

    casteloanimado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é esse tipo de livro voltado para o público jovem que te faz refletir. Lembra estes títulos também graças ao romance, mas eu prefiro Amy & Matthew do que esses outros títulos. Super recomendo que você leia!

      Excluir