Resenha: Procura-se um marido - Carina Rissi


Estava louca para ler Procura-se um marido desde que fiquei sabendo que Carina Rissi era como a Meg Cabot brasileira. Não li muitos livros de Cabot, mas isso não deixou de me despertar muita atenção. Depois de um ano querendo ler o livro, finalmente consegui! Procura-se um marido foi a minha primeira leitura - de muitas, aguardem um futuro post sobre isso! - das férias. E posso dizer que comecei muito bem! 

Alice é uma mulher rica e imatura, acostumada a se meter em encrencas e a quebrar regras, achando que seu avô, dono de fortuna incalculável, sempre estará presente para salvá-la. É claro que ela está errada e com o falecimento de seu avô, a herdeira se vê excluída do testamento e sem um tostão no bolso. Para colocar a mão em sua fortuna, há uma condição: Alice precisa estar casada há pelo menos um ano. Só que ela não pensa em casamentos e nem cogita a ideia de se casar de verdade. Só pensa em uma coisa: a fortuna. É quando surge a brilhante ideia de colocar um anúncio no jornal a procura de um marido de aluguel. 

Adoro quando um livro consegue me surpreender de forma positiva, o que foi o caso de Procura-se um marido. Depois de tanto implicarem comigo por causa do título - fiquei tentando esconder a capa para que meu professor de inglês não visse -, eu estava bastante curiosa. Apesar de ser uma personagem bastante imatura, gostei de Alice e sua narrativa, que é uma verdadeira confusão de sentimentos, mas que nunca perde o humor. Leve, descontraída e envolvente, mesclando pensamentos e decisões mais sérias com pequenas futilidades. 

Todos os personagens são cativantes e bem trabalhados - adorei a melhor amiga de Alice! -, o que também me agradou muito, já que nenhum deles é deixado de lado em momento algum da história. Sendo previsível ou não, o romance é muito bem desenvolvido e logo me vi presa as confusões da vida de Alice. 

É um livro divertido até se aproximar do final. Senti que houveram umas mudanças muito radicais na história, o que fez com que perdesse um pouco da graça para mim. Se o livro seguia uma linha mais descontraída, a mudança tão rápida e pouco precavida me incomodou e foi o único momento em que arrastei minha leitura. Me decepcionou mais ainda por se tratar de um dos pontos chaves da história. Nas últimas páginas, o livro retoma as características de antes e me vi completamente aliviada. 

Quero ler mais de Carina Rissi! Para os fãs de chick-lit, Procura-se um marido é um must read. E mais: com todo aquele gostinho brasileiro que fica difícil não curtir! 

Título: Procura-se um marido
Autor(a): Carina Rissi
Número de páginas: 474
Editora: Verus
Nota do Como Devorar Livros: 4/5

Share:

14 pessoas devoraram

  1. A autora Carina Rissi me ganhou em seus três livros, e tudo que ela escreve eu quero ler. Bom, Procura-se um marido é uma história muito divertida e empolgante que me prendeu a atenção do início ao fim. Tu já leu Perdida e Encontrada? Eu também amei a história.

    beijos
    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procura-se um marido é o primeiro livro que li dela. Perdida parece ser interessante, mas envolve algo relacionado a viagem no tempo, não? Não sei se isso está muito ligado a chick-lit. Mas tenho vontade de ler! :-)

      Excluir
  2. Nossa! Quero muito ler esse livro há meses! Mas dificilmente lembro de comprá-lo. Se eu lembrar vou comprar, adorei sua resenha! Beijos
    www.elaescreveu.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Compre sim, eu encontrei muito por acaso em uma livraria e não deu para sair sem. :-)

      Excluir
  3. Hey!
    Esse título já tinha me afastado um pouquinho do livro, porém eu sinto muito vontade de lê-lo!
    Vejo tantas pessoas falando bem da Carina Rissi!!
    Adorei a resenha, e sim, pretendo lê-lo *-*

    Beijos!
    http://heartbreaker-girls.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, esse título... XD Leia sim e não se importe tanto com o título, a história é muito melhor.

      Excluir
  4. Olha que conveniente seu post, Rebecca... Eu quero ler mais nacionais em 2015,e tb quero ler chick lit. Ao mesmo tempo, nunca li nada da Meg e tenho curiosidade sobre a autora. Então, saber que a Carina é a Meg brasileira e ler uma crítica tão positiva sobre esse livro, só me animou a ler ele tb!

    PS: tá rolando um sorteio do livro A Garota que Eu Quero, lá no blog! Pra participar é bem simples: basta ser seguidor! Corre lá!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/2014/11/promocao-ano-novo-livro-novo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você está afim de ler mais livros nacionais em 2015, eu recomendo Carina Rissi, Marina Carvalho (minha favorita de todas!), Paula Pimenta e Babi Dewet. São todas ótimas escritoras e voltadas para o chick-lit mesmo. :-)

      Excluir
  5. Amo a capa desse livro e quero lê-lo assim que possível. Conheci a escrita da Carina com "Perdida" e apesar dela não ser lá minha autora nacional favorita, mostrou-se uma boa escritora. Espero conferir mais essa história.

    Beijos
    http://garotodelinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu adoro essa capa também. Não li Perdida ainda, parece interessante, mas não sei se gosto dessas coisas de viagens ao passado. Qual a sua autora nacional favorita? :-)

      Excluir
  6. Oi Becca, gostei da sua resenha, apesar de não fazer o meu estilo, deu vontade de ler haha parabéns, seu blog cada dia melhor.
    Um beijo, linda!!!!

    http://eraumavezlivrosecia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha sentido vontade de ler! E muito obrigada! :D

      Excluir
  7. Oiii, todo mundo fala tão bem dos livros da Carina, vou ler Perdida ano que vem e to com grandes expectativas rs

    Te marquei numa tag lá no meu blog, depois vê lá e responde ;)
    http://www.loucura-literaria.com/2014/12/tag-liebster-award-discover-new-blogs.html

    Beeeijos
    Loucura LiteráriaFacebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, todo mundo fala de Perdida (inclusive aqui nos comentários), mas acredita que ainda não li? Procura-se um marido me chamou muito mais a atenção, só que depois de tanta gente falando de Perdida, vou acabar lendo esse livro ano que vem. XD

      Excluir