Título: Fazendo Meu Filme - A estreia de Fani
Autor(a): Paula Pimenta
Número de páginas: 329
Editora: Gutenberg
Nota do Como Devorar Livros: 4/5

"Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. 

Fazendo meu filme nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades."

Sempre li ótimas resenhas sobre FMF, vi a legião de leitoras que Paula Pimenta foi ganhando conforme cada livro da série era lançado e também perdi a conta de quantas vezes vi adolescentes da minha idade, mais novas ou mais velhas do que eu, carregando FMF para cima e para baixo. Com muito custo, decidi dar uma chance ao livro e para minha surpresa, acabei gostando. 

Venhamos e convenhamos que o livro não carrega nenhuma história complexa (é difícil que a vida de uma adolescente de 16 anos seja complexa), daquelas que você lê e pensa "uou, nunca vi nada parecido!". Trata-se de um livro simples, previsível, na linha do clichê. Mas que por se tratrar de uma narrativa agradável, acabou prendendo minha atenção. Bem no fundo, já deu para perceber que, querendo ou não, acabo gostando de livros desse tipo. 

O início do primeiro livro da série "Fazendo meu filme" é bem mónotono, motivo pelo qual eu me embolava com as palavras toda vez que me perguntavam como estava minha leitura. A história só começa a ficar boa mesmo lá para meio. Para quem curte o gênero, a autora ou só está com vontade de dar uma chance ao livro (como eu), vale a pena continuar lendo. 

A história carrega todo aquele ar brasileiro, seja no nome dos personagens ou das cidades, fazendo com que seja impossível não se sentir em casa enquanto o drama dos personagens flui. Falando em personagens, eles são carismáticos e ao mesmo tempo irritantes, retratos do cotidiano. Afinal, Fani pode ser você, eu, a pessoa que está sentada ao seu lado ou dificilmente, só a personagem principal de um livro. 

Adorei as citações de filmes famosos no início de cada capítulo. Foi a fórmula perfeita para me deixar curiosa, pois só assim eu lia para saber se a citação batia com os acontecimentos do capítulo. 

É uma pena que eu tenha criticado tanto o livro antes mesmo de ter lido, porque Fazendo meu filme tem todos os motivos para ser um sucesso. Uma narrativa agradável, próxima do dia-a-dia de qualquer adolescente e personagens tão próximos da realidade que, quem sabe, façam você se sentir lendo o livro de sua própria vida. Só que com um pequeno bônus chamado Inglaterra. 

3 Comentários

  1. Oie :)

    FMF é um sucesso dos maiores exatamente pelos diversos pontos que você citou, acho a narrativa da Paulinha super simples, sincera e envolvente e isso fascina até os idosos hahaha, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi! Faz tempo que não apareço... ^_^
    Engraçado, a Paula Pimenta é aqui de BH, já ouvi uma entrevista dela e ainda não a li! E olha que a biblioteca em que trabalho tem a série completa! rs...
    Acaba que é quase uma obrigação ler, né? Afinal, trabalho com literatura e a galera toda tá lendo... rs...
    Com sua resenha, fiquei mais animado!

    Abraço,

    Nerito
    http://www.oguardiaodehistorias.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Todo mundo fala desse livro! Quero muito ler ele, já está na minha listinha! A Paula Pimenta vai estar aqui na Bienal de Pernambuco e estou super empolgada para conhecê-la!
    Amei o seu bloguinho, flor e já estou seguindo, queria te convidar para conhecer o meu também, ficaria muito feliz com sua presença.
    Beijinhos,
    Scar.
    http://wonderlandmundodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir